Blog do Osmar Pires

Espaço de discussão sobre questões do (ou da falta do) desenvolvimento sustentável da sociedade brasileira e goiana, em particular. O foco é para abordagens embasadas no "triple bottom line" (economia, sociologia e ecologia), de maneira que se busque a multilateralidade dos aspectos envolvidos.

My Photo
Name:
Location: Goiânia, Goiás, Brazil

É doutor em Ciências Ambientais, mestre em Ecologia, bacharel em Direito, Biologia e Agronomia. É escritor, membro titular da cadeira 29 (patrono: Attílio Corrêa Lima)da Academia Goianiense de Letras (AGnL). É autor dos livros: A verdadeira história do Vaca Brava e outras não menos verídicas.Goiânia: Kelps/UCG,2008. 524 p.; Arborização Urbana & Qualidade de Vida. Goiânia: Kelps/UCG, 2007.312 p.; Perícia Ambiental e Assistência Técnica. 2. ed. Goiânia: Kelps/PUC-GO, 2010. 440 p.; Introdução aos Sistemas de Gestão Ambiental: teoria e prática. Goiânia: Kelps/UCG, 2005. 244 p.; Conversão de Multas Ambientais. Goiânia: Kelps, 2005, 150 p.; e, Uma cidade ecologicamente correta. goiânia: AB, 1996. 224 p. É coautor da obra: TOCHETTO, D. (Org.). Perícia Ambiental Criminal. 3. ed. Campinas, SP: Millennium, 2014. 520 p. Foi Secretário do Meio Ambiente de Goiânia (1993-96); Perito Ambiental do Ministério Público/GO (97-03); e, Presidente da Agência Goiana do Meio Ambiente (2003-06). Recebeu da Academia Goiana de Letras o troféu Goyazes Nelly A.de Almeida no gênero Ensaio em 2007 e da União Brasileira de Escritores/GO o troféu Tiokô de Ecologia.

Thursday, June 15, 2017

Resgate do Berço Ecológico de Goiânia - III


Resgate do Berço Ecológico de Goiânia - II


Resgate do Berço Ecológico de Goiânia - I


Wednesday, June 07, 2017

O ridículo e as voltas que o mundo dá!

Osmar Pires Martins Júnior - B.Sc. em Direito; M.Sc.; D.Sc.

O advogado do PSDB, Flávio Henrique Costa Pereira, defendeu na sessão de julgamento iniciada ontem, em 06/06/2017, 19h, a cassação da chapa Dilma-Temer, em denúncia eleitoral instaurada pelo presidente do PSDB, Aécio Neves.

O RIDÍCULO
Segundo o candidato derrotado pela chapa vitoriosa na eleição presidencial de 2014, a denúncia foi protocolada no TSE 'só para encher o saco' [de 54,5 milhões de eleitores vitoriosos]
A defesa da denúncia tucana, pelo advogado do partido derrotado, se deu nos seguintes termos:

"[...] as inegáveis vitórias do governo Dilma contra o 'fim de pobreza' não passaram de uma 'mentira' construída pelo crime de 'abuso de poder político'. Em função disso, 'a mentira venceu' em 2014 [...]".

AS VOLTAS E REVIRAVOLTAS DO MUNDO
Após a aprovação pelo Congresso Nacional do impeachment de 16/04/2016 que afastou a presidenta eleita, sem crime de responsabilidade, com base na fantasiosa "pedalada fiscal", o quadro nacional mudou radicalmente, a partir dos seguintes fatos:
i) Aécio foi afastado do mandato, sua irmã e seu primo foram presos em flagrante prática de corrupção;
ii) Temer se tornou o primeiro presidente da história, no exercício do mandato, a responder no STF pela prática comprovada de crimes de corrupção, formação de quadrilha e obstrução da justiça;
iii) Joesley Batista e Marcelo Odebrecht delataram o bilionário esquema de propina para a compra dos votos de 140 deputados a favor do impedimento da presidenta;

iv) Eduardo Cunha, que presidiu o impeachment e arrastava multidões teleguiadas "somos milhões de Cunha", foi deposto, perdeu o mandato, condenado e preso a 15 anos de cadeia.

RESULTADO EXPLICADO
A maior desfaçatez do Golpe Parlamentar-Midiático-Judiciário-Empresarial de 16/04/2016 não será consumada!
O julgamento do TSE foi planejado pelos Golpistas para consumar o Golpe de abril de 2016, da maneira mais sórdida: condenar a honesta Dilma (inelegibilidade) e absolver o golpista corrupto Temer.
Depois dos últimos escândalos, com as malas de dinheiro da propina indo parar nas mãos de Aécio e Temer, tudo filmado e fotografado, a desfaçatez não será consumada, por absoluta impossibilidade de meios.

O LIMITE DO RIDÍCULO

Afinal, o ridículo tem limite; o povo não é burro; e o ser humano, por mais abjeto que algum seja, repele a desfaçatez quando ela se torna ridícula, visível e risível...

A CONTRADIÇÃO
Por vias as mais tortas e absurdas, algo de justiça se fará, com a absolvição de Dilma, a honesta.
Em contrapartida, será também absolvido Temer, o corrupto, por enquanto...

O ALÍVIO
O Golpista Temer não tem salvação: está morto pelo próprio veneno!
Enquanto isso, a honesta Dilma seguirá a luta por um Brasil democrático e mais justo!
https://t.co/JmWBkMNt7D via @brasil247


"As mudanças diárias no placar de previsões sobre o TSE refletem uma situação política em evolução. Se o povo sabe que quer encerrar o governo Temer e partir para eleições diretas, a turma de 1% está dividida sobre aquilo que seria melhor…
BRASIL247.COM/PT/BLOG/PAULOM…

Monday, June 05, 2017

PARQUE MUNICIPAL BOTAFOGO DE GOIÂNIA - GO (I)


Osmar Pires Martins Júnior -
B.Sc. Direito, M.Sc. Ecologia, D.Sc. C. Ambientais

Este é um registro da atividade de um servidor público de carreira, em processo final de aposentadoria, que se sente feliz e realizado, pronto para ingressar em outra fase da sua vida. 

O Parque Botafogo foi lançado com a Pedra Fundamental da nova Capital do Estado de Goiás, em 24/10/1933, pelo governador Pedro Ludovico Teixeira, criado no plano original de Goiânia - GO, de autoria dos urbanistas, o arquiteto Attílio Corrêa Lima e o engenheiro Armando Augusto de Godoy. 

Mas o parque só foi implantado 63 anos depois, no Dia Mundial do Meio Ambiente, em 05/06/1996, pela Semma, atual Amma, no governo do prefeito Darci Accorsi (1993-1996).

A implantação do parque se deu por iniciativa e sob o comando do então Secretário Municipal do Meio Ambiente, o subscritor destas linhas, que é servidor público de carreira - fiscal estadual agropecuário, duplamente concursado (Diário Oficial/GO, de 21/11/75, p. 21, e Diário Oficial/GO, n° 15.175, de 20/02/87, p.8), mestre em Ecologia e doutor em Ciências Ambientais pela UFG. 

Veja mais, acessando o link: https://www.facebook.com/osmarpires/media_set?set=a.185337158163052.53490.100000603062966&type=3&pnref=story


Sunday, May 28, 2017

DIRETAS JÁ!

Osmar Pires Martins Júnior - B.Sc. Direito, M.Sc. e D.Sc.

O movimento Diretas Já propõe eleger o Presidente do Brasil pelo voto direto e secreto do povo brasileiro.
O assunto abordado neste artigo não é velho.
Rio 28.05.2017, no show-mício das organizações sociais e artistas pelas Diretas Já, Caetano Veloso canta "Fora Temer"
COLÉGIO ELEITORAL: ANTES E AGORA
O tema exposto não trata de fatos ocorridos na década de 1980, quando o povo foi às ruas pela aprovação da Emenda Dante de Oliveira.
Naquela época, a emenda citada propunha alterar a Constituição para assegurar o direito do povo à eleição direta do Presidente da República, dando fim ao longo período de ditadores generais escolhidos pelas Forças Armadas.
Os apoiadores da Ditadura queriam aplicar dispositivo da Constituição, promulgada por ato institucional da ditadura, que determinava a eleição indireta, no Colégio Eleitoral, pelo voto de deputados federais e senadores.

GOLPE DE ABRIL DE 2016 IMPLANTOU A DITADURA MP
O tema deste artigo é atualíssimo, embora ainda faça referência à luta do povo contra a ditadura, uma outra, pior ainda que a ditadura militar.
O Brasil atual vive sob o tacão da Ditadura Parlamentar-Midiática-Judiciária, ou Ditadura MP, que destituiu, em 17/04/2016, a legítima Presidente da República Federativa do Brasil, eleita pelo voto de 54,5 milhões de brasileiros.
O Golpe de abril de 2016 colocou no lugar da legítima Presidente, o seu vice golpista Michel Temer.
Temer tramou com o então presidente da Câmara Federal, hoje presidiário Eduardo Cunha (PMDB) e com o senador Aécio Neves (PSDB), hoje afastado da função, pelo STF, por corrupção, a compra de 140 votos de parlamentares golpistas para votarem pela deposição da legítima e honesta Presidenta Dilma Roussef.

RÁPIDA DESMORALIZAÇÃO DA DITADURA MP
Bastou um ano para o desmascaramento do Presidente golpista e sua base aliada corrupta.
O Brasil vive à deriva, sob o desgoverno corrupto, a pior crise da sua história, com desemprego de 14 milhões, que submete o povo a políticas restritivas de direitos à base de violência policial.
A repressão contra o povo é a arma dos golpistas para impor, a ferro e fogo, a demolição da CLT, aposentadoria, saúde e educação públicas.
Além de um programa de desmonte do Estado de Bem Estar duramente conquistado, a Ditadura MP promove o mais vergonhoso assalto ao erário.

DITADOR PARA CONTINUAR A DEMOLIÇÃO DE DIREITOS
O Presidente impostor é alvo de 16 processos de impeachment por crimes de responsabilidade e crimes comuns. As provas são incontestáveis, em áudios, vídeos, documentos e testemunhas.
Os crimes praticados por Temer levarão à sua deposição. Diante da queda iminente do ditador, os golpistas querem substituí-lo por outro golpista, escolhido em eleição indireta no Congresso, com os votos de deputados e senadores corruptos.
O dinheiro para a compra dos votos dos golpistas veio do maior escândalo de corrupção da história. Os golpistas Temer, Cunha e Aécio, que controlam há décadas as diretorias da Petrobras, Furnas, Eletrobras, Caixa Econômica Federal e outras.
Os contratos das estatais com grandes empresas, como JBS e Odebrecht, foram superfaturados fazendo jorrar bilhões de dólares em propina, usados para comprar o impeachment da Presidente Dilma.
A deposição do Presidenta legitimamente eleito pelo voto direto do povo e a escolha de um impostor no seu lugar, objetiva implantar um programa de governo que não passaria nunca pelo crivo das urnas: a demolição dos direitos, a entrega das riquezas nacionais às multinacionais, a privatização das universidades, a implantação do ensino pago e da saúde privatizada, com o fim do SUS.

ÚNICO CAMINHO: DIRETAS JÁ!
O único caminho que resta ao povo para assegurar os seus direitos é garantir que o próximo Presidente da República seja escolhido pelo voto direto e secreto.
A Constituição tem que ser respeitada. O povo exige a aplicação do princípio democrático da soberania popular de que "todo poder emana do povo e sem seu nome será exercido".
A democracia é o único o caminho para retomar o desenvolvimento sustentável. Daí a importância do Movimento Diretas Já para aprovar a Emenda das Diretas, em tramitação no Senado Federal.
O movimento começou no dia 24 de maio de 2017, na Capital Federal, com a histórica Marcha dos 200 mil contra as Reformas, Fora Temer e Diretas Já.
A brutal repressão policial contra os cidadãos que participaram da marcha dos 200 mil provocou o movimento das Diretas Já, cujo primeiro ato ocorreu no Rio de Janeiro, em 28/05/2017.
Rio, 28/05/2017: 100 mil exigem Diretas Já
A LUTA CONTINUA.
O Rio de Janeiro deu a largada: retomou a jornada das Diretas Já, que deu fim à Ditadura Militar, em 1984, e dará fim ao Golpe de abril de 2016, com aprovação da emenda à constituição e a convocação da eleição direta do próximo Presidente da República.
Rio 28/05/2017, #ForaTemer #DiretasJá
NÃO À TERCEIRIZAÇÃO DO VOTO: DIRETAS JÁ!
A resistência atual das elites ao direito mais comezinho e sagrado de eleger diretamente o mandatário maior da nação continua tão encarniçada como antes. Os defensores do golpe, tanto o militar de 1964, como o parlamentar de 2016, tergiversam, sofismam e tentam engabelar a população. Esgrimam a defesa da Constituição para rasgar a Constituição, com a eleição indireta de um ditador para destruir as cláusulas pétreas da Constituição Cidadã de 1988. 
A estratégia golpista passa pela eleição indireta do próximo Presidente da República, visando acomodar as forças golpistas, que estão divididas, enfraquecidas e desmoralizadas com a acusação do Ministério Público Federal contra Temer pelos crimes provados de corrupção passiva, organização criminosa e obstrução da justiça. 
É a primeira vez na história republicana que um presidente no exercício do cargo responde à acusação de crimes de responsabilidade e penal comum.
A base parlamentar golpista se esfacelou com a prisão de Eduardo Cunha e o afastamento do senador Aécio Neves, além das prisões de sua irmã e de seu primo, flagrados recebendo propina, em crimes de corrupção passiva.
Por isso, ganhar tempo até 2018 é estratégia do golpe, para condenar Lula em primeira e segunda instância, inviabilizando-o como candidato da frente popular e democrática. E preparar um candidato do campo neoliberal, das forças do mercado, do entreguismo, da privatização e da terceirização geral e irrestrita do trabalho.  
Globo esconde Movimento Diretas Já, deflagrado no Rio, em 28/05/2017, com falaciosa divulgação do "Fora Temer e eleição indireta do próximo Presidente". Mas o povo não é bobo e rejeitará a terceirização do voto! 
A Rede Globo, líder do Partido da imprensa Golpista, o famigerado PiG, diante de um defunto no Palácio do Planalto, quer se livrar do corpo e colocar outro Presidente biônico no seu lugar, propagandeando o falacioso "Fora Temer", articulando vorazmente pela escolha de um substituto capaz de entregar o prometido pelo golpe.
Para isso, só um presidente escolhido indiretamente. O grande temor dos golpistas é ludibriar, omitir, esconder da opinião pública o movimento Diretas Já.
Novamente, a sombra do passado se estende ao presente. Em 1984, quando a Globo noticiou o comício das diretas na Praça da Sé como um ato religioso de aniversário da capital paulistana.
Agora, em 2017, a Globo noticiou que os cariocas se reuniram em Copacabana para protestar pela saída de Temer e contra as reformas da trabalhista e da previdência.
Não foi só isso, faltou o essencial: Diretas Já!

Thursday, May 25, 2017

GOLPISTA TEMER: DITADOR E CORRUPTO

Osmar Pires Martins Júnior - B.Sc. em Direito, M.Sc. e D.Sc.

O ditador Temer reprimiu violentamente os manifestantes que, em Brasilia, realizaram a histórica Marcha Contra as Reformas e pelas Diretas Já, no dia 24.05.2017, que reunião 200 mil pessoas oriundas de todo o país, para protestar contra o fim da aposentadoria e da CLT, exigir o fim do governo impostor de Temer e a convocação das eleições diretas já para eleger um presidente legítimo.
Brasilia 24.05.2017 #DiretasJa #ForaTemer
O governo do ditador Temer, que deu o golpe na legítima Presidenta Dilma e usurpou o poder para colocar no seu lugar uma quadrilha de ladrões, convocou as forças de segurança para reprimir o cidadão e impedir o seu direito de manifestar contra a demolição da aposentadoria e da CLT!
O ditador Temer e o ministro golpista da "Defesa". Raul Jungmann (PPS-PE)  convocaram as Forças Armadas e jogou o Exército  contra os manifestantes.
As forças de segurança se esmeraram em revistar detalhadamente todas as bolsas de mulheres, sacolas de jovens, bagageiros dos ônibus das caravanas na entrada de Brasília, retendo os ônibus e dificultando o ato.
Curiosamente, as forças de segurança não impediram que vândalos mascarados, corpulentos e armados chegassem tranquilamente à Praça dos Três Poderes, passando tranquilamente pelos agentes serviçais da ditadura.
A estratégia do governo ditatorial ficou estampada à olhos vistos: uma ação combinada das forças de segurança com P2 infiltrados, que auxiliaram a organizar e infiltrar vândalos contratados para empanar ou mesmo impedir o êxito da manifestação.
Os prédios dos ministérios depredados pelos vândalos ficam no lado sul da Esplanada. As tropas da ditadura Temer atacaram do lado norte, onde estavam os manifestantes.
As forças da repressão do governo Temer atuaram com o claro objetivo de evitar, pela mais brutal violência, a concentração gigantesca de 200 mil pessoas em frente ao Congresso Nacional, na Praça dos Três Poderes. Tal concentração, exitosa, exerceria um efeito político devastador de enfraquecimento do governo golpista, de fortalecendo da luta Fora Temer e pelas convocação das Diretas Já.
O protesto fortaleceria a derrota das Reformas Trabalhista e Previdenciária no Parlamento. O governo sairia desmoralizado, com o enfraquecimento da trama golpista que derrubou uma presidenta legítima e honesta e assaltou o poder, em nome de uma falsa moralidade, para colocar uma quadrilha de corruptos. 
Tão logo o pelotão de frente da massa dos manifestantes chegou ao gramado da Praça dos Três Poderes, as forças repressivas do governo ditatorial de Temer lançou a cavalaria sobre mulheres, crianças, velhos e cidadãos indefesos, dando início ao massacre. A confusão se generalizou. 
Nesse ambiente, os vândalos agiram cirurgicamente, atacando, depredando e ateando fogo em cinco prédios de ministérios. 
A ação planejada dos vândalos infiltrados entre os manifestantes permitiu que as imagens de todas as emissoras de TV e dos jornais da mídia golpista deslocassem o foco da luta política para a policialesca e criminal.

QUANTA DIFERENÇA: DEMOCRACIA x DITADURA!
Durante o governo democrático de Dilma, o cidadão manifestou de forma livre, sem repressão. As forças de segurança garantiram a livre manifestação, pensamento e expressão de qualquer brasileiro que protestou contra a realização da Copa do Mundo no Brasil.
O mundo inteiro pensou que o Brasil havia conquistado o mais elevado estágio de democracia. Os grandes jornais do 1° mundo publicaram álbuns, como "The Most Incredible Photos From The 2014 World Cup".

The Most Incredible Photos From The 2014 World Cup The Huffington Post | By Janie Campbell
Ledo engano. Após a Copa 2014, o Brasil não caminhou para a democracia. Ao contrário, caminhou para uma sanguinária e sórdida ditadura. 
As mais amplas liberdades de imprensa, expressão, pensamento, opinião e manifestação foram apropriadas pela plutocracia, sob o comando da Rede Globo, líder da mídia monopolista, para gerar uma profunda crise política no governo de democracia popular.
Os golpistas tramaram nos três poderes - legislativo, executivo e judiciário - contra a legítima Presidente. 
A maioria construída no Congresso foi financiada pela propina de grandes empresas que prosperaram nos governos Lula e Dilma. 
Odebrecht, JBS e outras grandes empresas derramaram bilhões de reais nas contas de Temer, Cunha, Aécio e seus aliados para aprovar o impeachment da Presidente Dilma, sem crime de responsabilidade, e instituir um governo ilegítimo. 
Os golpistas usaram a democracia para liquidar a democracia e impor um programa político não sufragado nas urnas, ultraliberal e antipovo.
Um (des)governo com tal característica só se sustentaria pelas obscuras forças de mercado, pelos monopólios multinacionais, financeiro e midiático, com base num forte aparato repressivo. 
As imagens da repressão em 24 de maio de 2017 correram o mundo e confirmaram o coroamento do golpe de 17 de abril de 2016. 

Monday, May 22, 2017

MORO, FAÇA COMO FACHIN: PROVE E PRENDA "O CHEFE"!

Osmar Pires Martins Júnior
B.Sc. em Direito, M.Sc., D.Sc.

Todo cidadão de bem proclama, em alto e bom tom: lugar de corrupto é na cadeia. Por isso, na sociedade moderna, a Justiça é feita pelo Estado, que dispõe de órgãos de controle e combate à corrupção.
O Brasil experimenta, desde o escândalo do Mensalão do PT, em 2004, uma intensa e crescente campanha moralizadora na mídia e em todos os ambientes da sociedade. 
O ápice se deu com a criação da Operação Lava Jato, em 2014, para apurar a corrupção sistêmica no governo do PT. Com este objetivo, foi criada uma Fortaça Tarefa com 4000 policiais e procuradores.

BALANÇO DA LAVA JATO
Depois de três anos, a Lava Jato logrou êxitos positivos e negativos: condenou e prendeu os ex-diretores da Petrobras, Costa, Zelada, Cerveró e Duque, todos eles, já demitidos pela Presidente Dilma e pela Presidente da petrolífera estatal, Graça Foster, que promoveu uma auditoria interna e tentava moralizar a empresa.
A Lava Jato desmantelou o chamado Clube das Empreiteiras, formado pelas maiores empresas do ramo de infraestrutura, como Odebrecht, OAS, Camargo Correia. 
A Lava jato desmantelou a empresa Sete Brasil, um consórcio entre o poder público e as empresas privadas para alavancar a indústria naval e petroquímica brasileira.
A Lava Jato prendeu preventivamente e condenou a longos anos de prisão, em regime fechado, os donos e executivos das maiores empresas do setor de infraestrutura, petroquímica e construção civil.
Portanto, a Lava Jato desmantelou setores estratégicos do desenvolvimento nacional e jogou na rua do desemprego milhões de trabalhadores.

O MAIOR FRACASSO
O maior fracasso da Lava Jato, no entanto, ocorre no seu objetivo central: não logrou prender Lula e nem Dilma.
Contra o ex-presidente, apresentado pelo procurador Dallagnol, em coletiva nacional de rádio, TV e jornal, como "o Chefe da organização criminosa que assaltou o Brasil", a Força Tarefa não produziu nenhuma prova material. 
Contra Lula e contra Dilma, a Lava Jato produziu toneladas e mais toneladas de declarações firmadas em delações premiadas dos donos e executivos das empresas destroçadas pela operação.
As delações não se sustentam em nenhuma prova material contra Lula e Dilma.
Depois de anos a fio, ficam os questionamentos: por que contra Lula e Dilma, a Lava Jato não rastreou a movimentação de bens, valores ou dinheiro? 
Por que a Lava Jato não identificou nenhum débito em conta, transferência ou registro imobiliário em nome dos ex-presidentes que, segundo a acusação, teriam comandado um esquema de corrupção de bilhões no governo federal? 

FALTA COMPETÊNCIA? 
Delegados e procuradores da Força Tarefa e juiz Moro da Lava Jato: coloque chips nas malas de dinheiro da propina, instale rastreador para seguir o dinheiro, solicite ao Banco Central a numeração seriada das cédulas; determine à PF a filmagem, o registro de fotos e a gravação dos flagrantes .

Afinal, não é a PF que filmou a prisão ilegal do Lula em abril de 2016 para fazer um badalado filme patrocinado pela Globo? 

Ora, certamente, ela terá capacidade e competência para filmar as operações monitoradas dos petralhas e cumprir sua obrigação de combate ao crime!

Depois de anos, nada; nenhuma prova material? Só blábláblá...

LAVA JATO, SIGA O EXEMPLO DO FACHIN

O Brasil honesto pede à Força Tarefa: siga o exemplo do ministro Fachin, do STF.
O ministro Fachin flagrou e demoliu agentes políticos poderosos, que estão no Poder Executivo, Legislativo e Judiciário.
Portanto, o ministro Fachin enfrentou corruptos dotados de todas as armas para se defender, atacar e obstruir a Justiça, além da potencial de ameaça que representam contra a vida das pessoas físicas dos investigadores, julgadores e testemunhas envolvidos na persecução a bandidos sem escrúpulos.

DESMONTE DO PODER GOLPISTA
O ministro Fachin simplesmente desnudou, demoliu o corrupto presidente Temer, prendeu a irmã do corrupto senador Aécio do PSDB e o destituiu do mandato, além de um deputado federal da confiança do Presidente e de um primo do Senador, operadores das propinas da organização criminosa.
O ministro Fachin determinou a prisão de um corrupto procurador da República, que integrava o alto comando da Operação Lava Jato e se apresentava falsamente como paladino da justiça, sendo autor das "10 medidas contra a corrupção" protocoladas com grande pompa no Senado Federal, no auge do processo do impedimento da Presidente Dilma.

EM SÍNTESE
Dr. Moro, se a acusação de Dallagnol é correta, flagre os corruptos da administração pública federal e apresente as provas da corrupção. 
Pare de enrolação. Mostre as provas. Prenda "o Chefe" da organização criminosa que assalta o Brasil!

Sunday, May 21, 2017

A PEDAGOGIA DO GOLPE DE 17 DE ABRIL DE 2016

Transcrevo matéria publicada no Portal Brasil 247, em face da didática e da pedagogia dos fatos históricos experimentados pelo país, desde 17/04/2016 até os dias atuais.

21 DE MAIO DE 2017 ÀS 20:01 // 247 NO TELEGRAM  // 247 NO YOUTUBE 247
Eduardo Cunha, que virou presidente da Câmara comprando deputados, usava sua bancada para tentar extorquir o governo da presidente Dilma Rousseff; Michel Temer, beneficiário do golpe de Cunha, está nu e foi revelado ao País como um profissional da arrecadação de propinas; as delações da Odebrecht e da JBS também confirmaram que Dilma demitiu um operador de Temer e reduziu pela metade o contrato de uma megapropina para o PMDB; além dos dois, Aécio Neves era também um profissional do crime – a tal ponto que Joesley Batista chegou a pedir "pelo amor de Deus" para que ele parasse de pedir dinheiro; Dilma fez de tudo para não se render à bandidagem e caiu; ainda assim, mesmo depois de golpeada, ele seguiu altiva e mandou avisar que a luta pela reconquista da democracia não tem data para acabar; a questão, agora, é: quando o Brasil irá pedir desculpas a ela?

A pedagogia de um golpe.
Essa poderia ser a narrativa dos últimos doze meses no Brasil. Há pouco mais de um ano, quando o escritor português Miguel Sousa Tavares definiu a abertura do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff como uma "assembleia de bandidos presidida por um bandido", muitos se recusavam a acreditar numa definição tão óbvia e tão precisa.
Foi preciso que os golpistas fossem caindo, um a um, para que a verdade viesse à tona. O primeiro a tombar foi Eduardo Cunha, hoje condenado a mais de 15 anos de prisão, por corrupção, evasão de divisas e lavagem de dinheiro.
Pelas delações da JBS, já se sabe que Cunha recebeu propinas para sair comprando deputados – parlamentares que lhe foram fiéis na fatídica votação de 17 de abril de 2016.Com sua bancada, alimentada por um mensalão particular, Cunha tentava extorquir o governo federal.
Dilma, na medida do possível, resistia. A tal ponto que, já no seu primeiro mandato, trocou todos os diretores da Petrobras que acabaram presos em Curitiba, como Paulo Roberto Costa, Renato Duque e Jorge Zelada – este, homem de confiança do PMDB na área internacional da estatal. 
Nesta diretoria específica, ela reduziu em mais de 40% um contrato que renderia uma propina de US$ 40 milhões para o PMDB, segundo ficou acertado numa reunião presidida por Michel Temer (leia mais aqui).
Pelas delações da JBS, soube-se também que, em seu primeiro mandato, Dilma demitiu Wagner Rossi, que atuava como arrecadador de propinas para Temer (leia mais aqui), assim como demitiu outros notórios personagens da "turma do Michel", como Moreira Franco, Eliseu Padilha e Geddel Vieira Lima.

O caso Aécio
Ao seu modo, Dilma foi conseguindo conter o apetite criminal do PMDB, mal necessário para lhe garantir a governabilidade. 
O barco começou a virar quando Cunha, graças a sua bancada mensaleira, conseguiu se eleger presidente da Câmara dos Deputados, para, em seguida, se aliar ao senador (hoje afastado) Aécio Neves (PSDB-MG), um derrotado ressentido que, de repente, se viu sem nenhuma máquina política nas mãos, uma vez que perdera não só a presidência da República, como também o governo de Minas Gerais.
O casamento entre Cunha e Aécio era movido, agora se sabe, por propósitos puramente criminais. Andrea, a irmã de Aécio, chegou a oferecer a presidência da Vale ao empresário Joesley Batista por nada menos que R$ 40 milhões. 
Aécio era tão guloso em sua demanda financeira que Joesley chegou a pedir "pelo amor de Deus" para que ele parasse de pedir dinheiro (leia mais aqui).
E foi Aécio quem contratou Janaina Paschoal, por R$ 45 mil, para que ela fizesse o parecer das chamadas "pedaladas fiscais", que foi o pretexto para jogar o Brasil no precipício. 
Golpeada a democracia, o Brasil passou a ser governado, sem nenhum tipo de moderação, por uma verdadeira quadrilha. No governo federal, já há nove ministros investigados e, nos próximos dias, o próprio ocupante da presidência será investigado por corrupção, obstrução judicial e organização criminosa – fato inédito na história brasileira.
O responsável por essa tragédia, Aécio Neves, caiu em desgraça e até sua contratada Janaína Paschoal hoje pede sua prisão (leia aqui).

A luta permanente pela democracia
Mesmo golpeada por delinquentes, Dilma Rousseff se manteve de cabeça erguida. Rodou o mundo, denunciando o golpe, enquanto Temer, que usurpou sua presidência, não conseguiu colocar os pés na rua. Viveu trancado em palácios, protegido pelo silêncio de uma mídia decadente que, depois de apoiar o golpe militar de 1964, não se redimiu do passado e se associou ao golpe parlamentar de 2016.
Embora Temer esteja nos seus estertores, o golpe ainda não chegou ao fim – e não se sabe se, após a inevitável queda do presidente-golpista, o Brasil terá um reencontro com a democracia pela via das eleições diretas ou se haverá um pacto oligárquico que preserve o atual status quo, após o sacrifício de um usurpador que se tornou pesado demais para ser carregado.
Mas o Brasil ainda deve um pedido de desculpas a Dilma: a presidente que caiu porque tentou resistir à bandidagem que hoje governa o Brasil.
PS: E antes que se diga "ah, mas e os R$ 150 milhões no exterior da JBS para Lula e Dilma", a própria Globo já se retratou e declarou: "as contas no exterior são do dono da JBS e não de Lula ou Dilma" (leia mais aqui).

GLOBO(mente), DE NOVO E SEMPRE!

Osmar Pires Martins Júnior - B.Sc. em Direito; M.Sc.; D.Sc.

Na edição de 19/05/2017, o "Novelão JN" martelou por 10 minutos a fio que o "Lula e Dilma tinham conta no exterior de US$ 150 milhões de dólares".
Na edição seguinte, Globo desmente ela mesma, em alguns segundos: "as contas são do próprio delator".
A repórter Fernanda Esteves escreveu o livro "Desculpem a Nossa Falha: a batalha diária de uma repórter de TV", pela editora Record, em 1990.
Ela descreve a labuta de uma jornalista que não anda à caça de inimigos e expõe as fragilidades do telejornalismo brasileiro.
A Rede Globo encarna o que de pior existe nos meios de comunicação: manipula, mente, engana, trapaceia, golpeia, contra o povo e a nação, a favor dos monopólios da mídia, dos bancos e das multinacionais.

HISTÓRICO RECENTE DA MENTIRA GLOBAL
A GLOGO(lpe) que fez campanha para destituir uma presidenta honesta e colocar no lugar o golpista Temer e seu bando de corrupto;
Mentiu para o povo dizendo que era tudo em nome da moralidade, de passar o Brasil a limpo;
Inventou Moro, "o salvador da pátria", criou para ele uma Força Tarefa com 4000 policiais e um Tribunal de Exceção para julgar e prender Lula e Dilma;
A golpista tentou, mas não conseguiu, pois as verdades foram aparecendo pela GLOBOsfera;
Aos poucos, a podridão exalada na Rede Esgoto pela GLOBO(sta), enojou o povo;
Nas pesquisas de opinião do Ibope, Datafolha, Vox Populi, Ipsos e Poder360: Lula será o próximo presidente;
Até que veio o golpe fatal, que demoliu o "Triplex do golpe" (corruptores, corrompidos e operadores), desferido pelo ministro Fachin, do STF;
Uma operação "Cala a Boca Cunha", imparcial, séria e verdadeira de combate a corrupção, com convicção e muita prova: testemunhas, gravações, filmagens, notas seriadas e chips que rastrearam o dinheiro da propina;
A casa caiu: Temer, Aécio e Cunha são parceiros de Moro e Dallagnol foram pegos no flagra: tramaram contra uma honesta para favorecer um desonesto e seu bando!

PLANO B
A GLOGO(lpe), agora, coloca em marcha o seu "Plano B" golpista: "Fora Temer" e "Indiretas Já": entregam-se os anéis, mas salvam-se os dedos!
A Rede Globo de tudo fará para se camuflar de novo, enganar que é contra Temer desde pequena, para colocar outro golpista, um biônico, sem voto.
O objetivo é continuar o desmonte do Estado de Bem-Estar Social que os governos democráticos e populares começaram a construir no Brasil.

ESTADO DE BEM-ESTAR
Um Estado Democrático e Popular para um Brasil Soberano, com Mercado Interno forte, PIB forte, Elevada Renda Per Capita, Universalização da Saúde, Educação, Saneamento, Previdência Social.
No entanto, o monopólio midiático está atrelado ao monopólio financeiro e às multinacionais e se insurgiu contra o plano de um Brasil Soberano.
Por isso, o capital monopolista financeiro internacional deu o golpe, destituiu Dilma, prendeu lideranças de esquerda, destruiu a economia nacional, levou à falência empresas estratégicas, desempregou milhões de trabalhadores.

ESTADO ENTREGUISTA
A política golpista de terra arrasada serve ao monopólio que, como ave de rapina, mirou o pre sal, as riquezas nacionais, a transferência da renda interna para os grandes grupos exploradores da saúde, educação e previdência privadas.
O único caminho do monopólio para lograr seus objetivos é da eleição indireta de um presidente pelo Congresso.
Sem o voto do povo, o biônico acabará a obra prometida e não entregue pelo golpista Temer.

CAMINHOS E DESTINOS DIFERENTES
Tudo passa pela conveniência do monopólio: somente se realizará eleição direta para Presidente, em que data for, se as urnas elegeram um candidato seu!
Daí, a estratégia golpista de ganhar tempo, para condenar Lula no Tribunal de Exceção de Curitiba e torná-lo inelegível.
Por isso, o povo que hoje está nas ruas, 21/05/2017, deverá engrossar mais e mais o coro: #ForaTemer #DiretasJá