Blog do Osmar Pires

Espaço de discussão sobre questões do (ou da falta do) desenvolvimento sustentável da sociedade brasileira e goiana, em particular. O foco é para abordagens embasadas no "triple bottom line" (economia, sociologia e ecologia), de maneira que se busque a multilateralidade dos aspectos envolvidos.

My Photo
Name:
Location: Goiânia, Goiás, Brazil

É doutor em Ciências Ambientais, mestre em Ecologia, bacharel em Direito, Biologia e Agronomia. É escritor, membro titular da cadeira 29 (patrono: Attílio Corrêa Lima)da Academia Goianiense de Letras (AGnL). É autor dos livros: A verdadeira história do Vaca Brava e outras não menos verídicas.Goiânia: Kelps/UCG,2008. 524 p.; Arborização Urbana & Qualidade de Vida. Goiânia: Kelps/UCG, 2007.312 p.; Perícia Ambiental e Assistência Técnica. 2. ed. Goiânia: Kelps/PUC-GO, 2010. 440 p.; Introdução aos Sistemas de Gestão Ambiental: teoria e prática. Goiânia: Kelps/UCG, 2005. 244 p.; Conversão de Multas Ambientais. Goiânia: Kelps, 2005, 150 p.; e, Uma cidade ecologicamente correta. goiânia: AB, 1996. 224 p. É coautor da obra: TOCHETTO, D. (Org.). Perícia Ambiental Criminal. 3. ed. Campinas, SP: Millennium, 2014. 520 p. Foi Secretário do Meio Ambiente de Goiânia (1993-96); Perito Ambiental do Ministério Público/GO (97-03); e, Presidente da Agência Goiana do Meio Ambiente (2003-06). Recebeu da Academia Goiana de Letras o troféu Goyazes Nelly A.de Almeida no gênero Ensaio em 2007 e da União Brasileira de Escritores/GO o troféu Tiokô de Ecologia.

Friday, April 28, 2017

Golpistas derrotados: Greve Geral vitoriosa!

Osmar Pires Martins Júnior
B.Sc. em Direito, M.Sc., D,Sc.

Em várias oportunidades, desde a eclosão do famosos escândalo "mensalão do PT", escrevo sobre a natureza política da denúncia, como uma repetição da velha estratégia do "mar de lama", usada pelas forças de direita para derrotar governos de democracia popular que realizam transferência de riqueza por meio de políticas públicas inclusivas.
MAR DE LAMA
A estratégia mar de lama consiste em enfraquecer o sistema político para afastar os políticos democráticos e de esquerda que estão no poder promovendo tais políticas inclusivas.
Essa estratégia não é nova, foi usada contra Getúlio, JK, Jango, Lula e Dilma.
CAMPANHA MIDIÁTICA CONTRA JANGO
No golpe contra Jango, as maiores emissoras de rádio e os grandes jornais jogaram importante papel, deflagrando intensa campanha anticomunista, segundo a qual o Brasil estaria sob as garras da URSS e de que a corrupção se instalou em todas as esferas do governo federal.
CAMPANHA MIDIÁTICA CONTRA LULA E DILMA
Na atualidade, para afastar Dima, o Partido da imprensa Golpista - PiG, liderado pela Globo, se disfarçou de defensor da cidadania e de falso-moralista contra a corrupção.
Dado o golpe, o PiG sustenta um governo corrupto inimigo da aposentadoria (do trabalhador) e dos direitos consagrados na CLT.
DESTRUIÇÃO DOS DIREITOS
O resultado, hoje, todos sabem: o governo golpista aprovou na "Assembléia Nacional de Bandidos" a reforma trabalhista e querem aprovar a reforma previdenciária.
Aprovou o teto dos gastos públicos com saúde e educação; a entrega do pre sal às multinacionais, com a quebra do monopólio do petróleo.
O STF, atuando em sintonia com a Assembleia Nacional de Bandidos, aprovou a cobrança de mensalidades nas universidades públicas e acoberta as decisões antijurídicas da Lava Jato na persecução penal contra políticos democráticos e de esquerda, comprometidos com as políticas públicas inclusivas. 
GREVE GERAL
Quando os trabalhadores tem os seus direitos ameaçados por forças poderosas, seja o patrão ou seja o governo, eles têm o direito de lançar mão de um instrumento constitucional e legalmente previsto, a greve geral.

CONCEITO
O conceito de greve está definido no art. 2° da Lei n° 7.783/89, como "a suspensão coletiva, temporária e pacifica, total ou parcial, de prestação pessoal de serviços a empregador".
O art. 9° da Constituição Federal “assegura o direito de greve, devendo os trabalhadores decidir sobre a oportunidade de exerce-lo e sobre os interesses que devam por meio dele defender".
GREVE EM DIA FERIADO NÃO É GREVE
O conceito legal deixa claro que a greve é um instrumento de pressão do trabalhador contra o patrão ou o governo.
É um instrumento que confere voz aos que não fazem lobby; que confere força aos que não tem capital; que transfere poder aos que foram afastados das instâncias estatais de decisão; que confere visibilidade aos que foram jogados à escuridão.
CRIMINOSAS CONCESSIONÁRIAS DOS SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO
Dessa maneira, a tentativa de desmoralizar a greve, pela grande mídia golpista, se reveste em crime contra a sociedade. As empresas de comunicação estão submetidas aos ditames dos arts. 220 a 224 da CF, que estabelecem os princípios, as diretrizes e normas que regulam os meios de comunicação social.
Ao boicotar o uso de instrumento legalmente disponibilizado aos trabalhadores, a Globo, SBT, Record, Cultura e suas afiliadas, afrontam as funções constitucionais atribuídas às empresas que são concessionárias de um serviço público, obrigadas à prestação do serviço de informar o povo com imparcialidade, lealdade e retidão.
A sociedade tem o direito de ser informada sobre fatos que afetam a vida de cada um, sobretudo, em face de fatos graves com intensa repercussão geral, de importância econômica, social e política, que ultrapassam os interesses individuais e alcançam os interesses coletivos.
A RIDÍCULA GLOGolpe, UMA CENTRAL GOLPISTA
A líder do PiG não perde a oportunidade de colocar suas garras de fora: desde o golpe de abril 64, passando pelas Diretas Já, até o golpe de abril de 2016.
A Globo, líder do PiG, no início da década de 1980, tentou inutilmente boicotar a luta pelo direito do povo eleger o Presidente da República.
O JN, em 1984, por ocasião do Grande Comício das Diretas Já, mentiu sobre o fato, a desinformar que "ocorreu na Praça da Sé uma missa em solenidade ao aniversário da capital de São Paulo".
"TUDO FUNCIONA NA MAIS PERFEITA ORDEM"...
A ridícula GLOGOlpe não cansa de se ridicularizar. Hoje, colocou em campo um punhado de coitados jornalistas para cobrir a movimentação nos aeroportos brasileiros, com uma missão impossível: transmitir a falsa informação de que "tudo estava funcionando".
Ao mesmo tempo, outros que cobriam os terminais de ônibus, trens e metrôs ficavam bem longe das aglomerações, com medo dos manifestantes. As imagens televisivas que mostravam pátios vazios de movimentação do transporte coletivo, falaram mais fortes do que as falas com informações inverídicas dos repórteres, que reprisaram durante o dia da greve geral, o esfarrapado bordão "tudo está em ordem".
O RISÍVEL GAGÁrcia
O mais risível foi a múmia tirada da tumba, sempre que a emissora se presta ao papel consciente de "bobo da corte de qualquer golpista de plantão".
O ex-assessor dos generais Médice, Geizel e Figueiredo, GAGÁrcia, extrapolou o ridículo e virou chacota: "a CUT ao invés de fazer a paralisação no Dia do Trabalho, 1° de maio, que é logo na próxima segunda, preferiu fazer greve nesta sexta, roubando do trabalhador mais um dia de trabalho, ela que defende o imposto sindical, que rouba do trabalhador mais outro dia de trabalho".

CONTRAPONTO
Em contraste com a cobertura tendenciosa e de boicote do PiG, acompanhe a cobertura da greve geral, ao vivo, pelo El País, um dos maiores e mais respeitados meios de comunicação do mundo democrático:
http://brasil.elpais.com/brasil/2017/04/28/politica/1493375909_677524.html

0 Comments:

Post a Comment

<< Home