Blog do Osmar Pires

Espaço de discussão sobre questões do (ou da falta do) desenvolvimento sustentável da sociedade brasileira e goiana, em particular. O foco é para abordagens embasadas no "triple bottom line" (economia, sociologia e ecologia), de maneira que se busque a multilateralidade dos aspectos envolvidos.

My Photo
Name:
Location: Goiânia, Goiás, Brazil

É doutor em Ciências Ambientais, mestre em Ecologia, bacharel em Direito, Biologia e Agronomia. É escritor, membro titular da cadeira 29 (patrono: Attílio Corrêa Lima)da Academia Goianiense de Letras (AGnL). É autor dos livros: A verdadeira história do Vaca Brava e outras não menos verídicas.Goiânia: Kelps/UCG,2008. 524 p.; Arborização Urbana & Qualidade de Vida. Goiânia: Kelps/UCG, 2007.312 p.; Perícia Ambiental e Assistência Técnica. 2. ed. Goiânia: Kelps/PUC-GO, 2010. 440 p.; Introdução aos Sistemas de Gestão Ambiental: teoria e prática. Goiânia: Kelps/UCG, 2005. 244 p.; Conversão de Multas Ambientais. Goiânia: Kelps, 2005, 150 p.; e, Uma cidade ecologicamente correta. goiânia: AB, 1996. 224 p. É coautor da obra: TOCHETTO, D. (Org.). Perícia Ambiental Criminal. 3. ed. Campinas, SP: Millennium, 2014. 520 p. Foi Secretário do Meio Ambiente de Goiânia (1993-96); Perito Ambiental do Ministério Público/GO (97-03); e, Presidente da Agência Goiana do Meio Ambiente (2003-06). Recebeu da Academia Goiana de Letras o troféu Goyazes Nelly A.de Almeida no gênero Ensaio em 2007 e da União Brasileira de Escritores/GO o troféu Tiokô de Ecologia.

Sunday, April 16, 2017

DARK SIDE OF THE MOON (lado escuro da lua)

Osmar Pires Martins Júnior
B.Sc. em Direito, M.Sc., D.Sc.

Conheça a metade desconhecida de uma história que todos sabem só da outra metade.
QUAL O LADO VISÍVEL?
O que todos sabem é que Dilma foi deposta da Presidência da República, pelo Congresso Nacional, com apoio do STF, da Globo, e de milhões de cidadãos indignados com a "corrupção do PT".
QUAL O LADO ESCURO?
O que poucos sabem, e já sabiam há muito tempo, mas foram desacreditados e desqualificados como "petralhas", "blogueiros sujos" e outros termos assemelhados.
Só que, agora, a Lista de Fachin e os vídeos integrais das declarações dos delatores na Lava Jato, embora publicados seletivamente na nova novela das 9 da noite, que vai ao ar pela Rede Globo, permitiu aos analistas sérios tomar conhecimento e elucidar algumas verdades ocultas que vieram à tona.
VERDADES E PÓS VERDADES
As verdades são as notícias verdadeiras, mas que, por isso mesmo, permanecem desconhecidas ou são propositalmente obscurecidas por outras insistentemente veiculadas pela mídia dominante.
As pós verdades são as "verdades" dos vencedores, aquelas versões reiteradamente contadas pelo monopólio midiático, a serviço das oligarquias, até se transformarem em notícias com a aparência de verdadeiras.
A VERDADE OCULTA
Os delatores da Odebrecht revelaram nas suas delações (mantidas ocultas nos "jornais telenovelas" da Globo), que destinaram R$ 200 milhões de propina para a dupla Temer-Cunha comprar votos e derrubar Dilma, com apoio da Globo.
Se é para derrubar Dilma e liquidar a democracia, "não vem ao caso", assim agiu o STF, a PGR e o Judiciário, através da permissão dada a um juiz de primeira instância para executar o enredo que culminou na morte da democracia brasileira!
PROPINA DE R$ 126 MILHÕES PARA TEMER
O delator Marcio Faria, da Odebrecht, detalhou na Lava Jato, a realização de encontro, no ano de 2010, no escritório político de Temer, em São Paulo.
Detalhou aspectos curiosos da conversa entre os presentes - Marcio Faria, Temer, Eduardo Cunha e Henrique Alves:
- "mas, deputado Temer, vice da Dilma? Dizem que ela é complicada" (intransigente contra a corrupção), disse o corruptor da Odebrecht.
- "fique tranquilo; eu entregarei Dilma para esses meninos aqui (apontando para Cunha e Alves); não se preocupe que, com a ajuda de Cunha, a Dilma sentará aqui (apontando para seu colo)", disse o corrompido Temer.
E assim, ficou acertada a propina de R$ 126 milhões, equivalentes a 5% do valor de um contrato bilionário da Odebrecht com a Petrobras.
NOVE MIL E OITOCENTOS JORNAIS DO MUNDO DERAM A NOTÍCIA, MENOS O GLOBO
O tanque dos golpistas estava cheio de "combustível", antes mesmo da eleição da chapa do PT-PMDB. Bastava acender a fagulha para detonar a futura presidente Dilma e colocar no poder um impostor e sua camarilha corrupta.
Os jornais do mundo inteiro, sobretudo os mais importantes, como Wall Street Journal, deram a notícia das propinas milionárias aos golpistas liderados por Temer, menos o Globo
PROPINA DE R$ 10 MILHÕES PARA COMPRAR O IMPEACHMENT
O delator Marcelo Odebrecht declarou, na Lava Jato, que destinou R$ 10 milhões para a dupla Temer-Cunha comprar votos de parlamentares a favor do impeachment da Presidenta Dilma.
PROPINA DE R$ 50 MILHÕES PARA CUNHA
Outro delator da Odebrecht declarou que pagou propina de R$ 50 milhões para Cunha derrubar Dilma no Congresso, quando ela era ministra da Casa Civil no 2° governo Lula.
[...] Doutor Marcelo [Odebrecht] me deu o número de R$ 50 milhões para eu colocar na mesa como oferecimento ao doutor deputado Eduardo Cunha para que ele, com esse dinheiro, buscasse o apoio político a critério dele, buscasse distribuir de tal forma que obtivesse o apoio político necessário para neutralizar esta ação, principalmente da Casa Civil [...] (trecho da delação do ex-presidente da Odebrecht Energia, Henrique Valladares)
 O PAI E A MÃE DO "PETROLÃO"
Já Emílio Odebrecht compareceu espontaneamente à Lava Jato para declarar que: "dei dinheiro para todas as eleições de FHC, desde as campanhas para o senado até as campanhas para presidente; logo no primeiro governo do presidente FHC, a Odebrecht criou uma sociedade privada com 3 empresas, uma delas era a Globo, para tomar decisões de governo, como a quebra do monopólio das comunicações e do petróleo".
ALTO COMANDO DO GOLPE
O Alto Comando do Golpe - segundo Luis Nassif, constituído por Gilmar Mendes, Rodrigo Janot e Michel Temer - traçou a estratégia, que viria a ser executada por Cunha, Moro e PiG - Partido da imprensa Golpista, liderado pela Globo, por meio das pautas-bomba, da persecução penal dirigida, do denuncismo seletivo, e do seu coroamento, o impeachment inconstitucional.
GOLPE PARLAMENTAR-MIDIÁTICO-JUDICIÁRIO-EMPRESARIAL
Por ser destituída da Presidência da República sem crime de responsabilidade, tudo não passou de um golpe baseado na esdrúxula acusação de "pedalada fiscal" e nas improcedentes imputações referentes aos decretos de suplementação orçamentária para a agricultura, as universidades públicas e os próprios tribunais do poder judiciário.
Tudo isso, sob as bênçãos do guardião da constituição - STF, com apoio da Globo, devidamente regado com milhões de propinas, pagos pela Odebrecht aos artífices do golpe e seus parlamentares corruptos.
POST SCRIPTUM 
Dilma foi eleita presidente e Temer vice; a primeira medida que Dilma tomou em seu governo, no início de 2012, foi nomear Graça Foster, técnica de carreira da Petrobras, para a presidência da estatal.
Graças Foster realizou auditoria nos contratos, desnudou as mutretas da Odebrecht, da dupla Temer-Cunha, demitiu 3 diretores nomeados por indicação da Odebrecht com aval da dupla e cortou 43% do valor do contrato da estatal com a Odebrecht.
ESTADÃO. Petrobras reduz contrato de US$ 840 milhões com Odebrecht. São Paulo, 13 jun. 2013
Nasceu aí a decisão de Temer e Cunha derrubarem Dilma, com apoio da Globo e financiamento da Odebrecht. A destituição da Presidenta Dilma foi dada por corruptos, para proteger corruptos, eliminar os partidos e as lideranças de esquerda e interromper o processo de democratização, distribuição de renda e inclusão social.
O pretexto para derrubar Dilma e interromper este processo de desenvolvimento humanitário foi lançar mão da velha arma da oligarquia, utilizada antes contra Vargas, Jango e JK - o mar de lama, a campanha falso-moralista de combate à corrupção.
O lado escuro da lua, que começa a ser lenta e progressivamente iluminado, desnuda outra realidade, completamente diferente: o governo Dilma, e seus auxiliares nos ministérios e estatais, especialmente a Petrobras, estavam realizando um tremendo esforço para combater a corrupção e afastar corruptos, provocando a reação dos corruptos, que se uniram para defender a corrupção, com aval do STF, de empresários da Odebrecht e FIESP e com apoio da imprensa monopolista.
O resto da história, o Brasil inteiro sabe... 

0 Comments:

Post a Comment

<< Home