Blog do Osmar Pires

Espaço de discussão sobre questões do (ou da falta do) desenvolvimento sustentável da sociedade brasileira e goiana, em particular. O foco é para abordagens embasadas no "triple bottom line" (economia, sociologia e ecologia), de maneira que se busque a multilateralidade dos aspectos envolvidos.

My Photo
Name:
Location: Goiânia, Goiás, Brazil

É doutor em Ciências Ambientais, mestre em Ecologia, bacharel em Direito, Biologia e Agronomia. É escritor, membro titular da cadeira 29 (patrono: Attílio Corrêa Lima)da Academia Goianiense de Letras (AGnL). É autor dos livros: A verdadeira história do Vaca Brava e outras não menos verídicas.Goiânia: Kelps/UCG,2008. 524 p.; Arborização Urbana & Qualidade de Vida. Goiânia: Kelps/UCG, 2007.312 p.; Perícia Ambiental e Assistência Técnica. 2. ed. Goiânia: Kelps/PUC-GO, 2010. 440 p.; Introdução aos Sistemas de Gestão Ambiental: teoria e prática. Goiânia: Kelps/UCG, 2005. 244 p.; Conversão de Multas Ambientais. Goiânia: Kelps, 2005, 150 p.; e, Uma cidade ecologicamente correta. goiânia: AB, 1996. 224 p. É coautor da obra: TOCHETTO, D. (Org.). Perícia Ambiental Criminal. 3. ed. Campinas, SP: Millennium, 2014. 520 p. Foi Secretário do Meio Ambiente de Goiânia (1993-96); Perito Ambiental do Ministério Público/GO (97-03); e, Presidente da Agência Goiana do Meio Ambiente (2003-06). Recebeu da Academia Goiana de Letras o troféu Goyazes Nelly A.de Almeida no gênero Ensaio em 2007 e da União Brasileira de Escritores/GO o troféu Tiokô de Ecologia.

Monday, April 04, 2016

CORRUPTA FINA-FLOR GOLPISTA

Osmar Pires Martins Júnior
Bacharel em Direito, Biologia e Agronomia, Mestre em Ecologia e Doutor e C. Ambientais
Arquivos da Mossack Fonseca, divulgados por Fernando Rodrigues, mostram que o escritório panamenho vendeu empresas offshore para políticos brasileiros, entre eles, o deputado federal Newton Cardoso Jr. (PMDB-MG) e o pai dele, o ex-governador de Minas Gerais Newton Cardoso; o ex-ministro da Fazenda Delfim Netto; os ex-deputados João Lyra (PSD-AL) e Vadão Gomes (PP-SP), o ex-senador e presidente do PSDB Sérgio Guerra, morto em 2014. 
FAMILIOCRACIA
As empresas fantasmas em paraísos fiscais estão em nome de parentes de políticos e empresários brasileiros, como Gabriel Nascimento Lacerda, filho do prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda (PSB), e de Luciano Lobão, filho do senador Edison Lobão (PMDB-MA).
Aparece nos arquivos panamenhos, o nome de Paula Marinho, filha de João Roberto Marinho, dono da Rede Globo, no escandaloso caso de ocultação da milionária mansão Paraty House, invadida em Parque Público do Patrimônio Cultural da Humanidade, em Angra dos Reis/RJ.
MÁFIA DO FUTEBOL
Os arquivos da Mossak Fonseca revelam as operações de evasão de divisas, lavagem de dinheiro e sonegação fiscal dos grupos de comunicação, como a Rede Globo, em conluio com os corruptos da FIFA, no escândalo da máfia do futebol.
JUSTIÇA SELETIVA
o jornal norte-americano Miami Herald publicou matéria revelando um nome inusitado nos arquivos da Mossak Fonseca: o procurador da República Joaquim Barbosa, nomeado por Lula, como o primeiro negro a ocupar uma cadeira na Suprema Corte do Brasil.
Quando presidiu o Supremo Tribunal Federal - STF, Barbosa conduziu o julgamento do "Mensalão do PT" e se transformou no carrasco dos dirigentes deste partido. 
O ex-presidente do STF tem um apartamento bilionário em Miami-Dade Caounty, a custo zero, numa intermediação com empresa de paraíso fiscal para burlar o fisco brasileiro! 
NA COMPANHIA DE DITADORES SANGUINÁRIOS
Os fariseus da política brasileira fazem companhia aos mais sanguinários e corruptos ditadores da história da humanidade, como Bashar al-Assad - da Síria, Hosni Mubarak - do Egito e Muammar al-Gaddafi - da Líbia.
ME ENGANA QUE EU GOSTO
Os arquivos panamenhos trazem à lume nomes de políticos e empresários brasileiros em crimes que nos últimos 13 anos a grande mídia vem tentando colar nos agentes públicos do governo federal.
A estratégia dos "parceiros históricos" da corrupção é imputar aos dirigentes do governo trabalhista a autoria da "corrupção sistêmica", como se esta mancha tivesse surgido no Brasil após 2003.
CAI A MÁSCARA DA CORRUPTA FINA-FLOR GOLPISTA
A nata da fina-flor golpista do impeachment da Presidenta Dilma aparece no listão da Odebrecht como "parceiros históricos" da corrupção - Aécio, Alckmin, Serra, Agripino, Imbassahy, Cunha.
Agora, os arquivos da Mossak Fonseca revelam que tais "parceiros históricos" tem contas fantasmas bilionárias em paraísos fiscais.
O interesse da "fina-flor do golpe midiático-judiciário é afastar a Presidenta Dilma, queimar a bruxa na fogueira em praça pública e espiar o pecado da corrupção para debaixo do tapete, como nos velhos tempos. 

0 Comments:

Post a Comment

<< Home