Blog do Osmar Pires

Espaço de discussão sobre questões do (ou da falta do) desenvolvimento sustentável da sociedade brasileira e goiana, em particular. O foco é para abordagens embasadas no "triple bottom line" (economia, sociologia e ecologia), de maneira que se busque a multilateralidade dos aspectos envolvidos.

My Photo
Name:
Location: Goiânia, Goiás, Brazil

É doutor em Ciências Ambientais, mestre em Ecologia, bacharel em Direito, Biologia e Agronomia. É escritor, membro titular da cadeira 29 (patrono: Attílio Corrêa Lima)da Academia Goianiense de Letras (AGnL). É autor dos livros: A verdadeira história do Vaca Brava e outras não menos verídicas.Goiânia: Kelps/UCG,2008. 524 p.; Arborização Urbana & Qualidade de Vida. Goiânia: Kelps/UCG, 2007.312 p.; Perícia Ambiental e Assistência Técnica. 2. ed. Goiânia: Kelps/PUC-GO, 2010. 440 p.; Introdução aos Sistemas de Gestão Ambiental: teoria e prática. Goiânia: Kelps/UCG, 2005. 244 p.; Conversão de Multas Ambientais. Goiânia: Kelps, 2005, 150 p.; e, Uma cidade ecologicamente correta. goiânia: AB, 1996. 224 p. É coautor da obra: TOCHETTO, D. (Org.). Perícia Ambiental Criminal. 3. ed. Campinas, SP: Millennium, 2014. 520 p. Foi Secretário do Meio Ambiente de Goiânia (1993-96); Perito Ambiental do Ministério Público/GO (97-03); e, Presidente da Agência Goiana do Meio Ambiente (2003-06). Recebeu da Academia Goiana de Letras o troféu Goyazes Nelly A.de Almeida no gênero Ensaio em 2007 e da União Brasileira de Escritores/GO o troféu Tiokô de Ecologia.

Sunday, March 13, 2016

DISCREPANTE "DIA D" TUPINIQUIM

Osmar Pires Martins Júnior
Bacharel em Direito, Agronomia e Biologia,
Mestre em Ecologia e Doutor em Ciências Ambientais

A Manifestação do dia 13 de março de 2016 é estratégica e cronologicamente planejada para representar a “pá de cal” na derrubada da Presidenta Dilma e do governo democrático trabalhista.
O dia 13 brasileiro seria o “Dia D” da II Guerra, numa pretensa comparação com a operação das Forças Armadas das Potências Imperialistas supostamente responsável pela “derrota de Hitler”.
Ocorre que as potências imperialistas deixaram propositadamente a “besta-fera” crescer, contando que ela se voltaria contra a URSS - a “Pátria-mãe do Socialismo”.
As potências do capital monopolista financeiro só agiram depois que a Wehrmacht ou Alto comando das Forças Armadas do Nazismo foi destruído pelo Exército Vermelho, que avançava firme rumo ao coração do monstro nazista, em Berlim.
A gigantesca máquina de propaganda imperialista transformou o Dia D como “decisivo para a vitória dos aliados contra o eixo nazifascista”.
A propaganda imperialista desconsidera completamente os feitos dos soviéticos, dos povos do oriente europeu e asiático na Luta pela Liberdade.
DIA 13 DISCREPANTE
O dia 13 tupiniquim é discrepante do Dia D, pois os manifestantes “verde-amarelos” marcham ao lado de neonazistas contra os “comunistas do Planalto”.
Na II Guerra não era assim. As potências do capital monopolista fingiram que eram aliadas dos Estados Socialistas.
No Brasil, não há disfarce. Dentro do próprio Estado, dirigido por um governo trabalhista, se desenvolveu uma máquina midiático-judiciária golpista, que prega o retrocesso, o combate seletivo à corrupção, a perseguição, a seleção de réus.
DISCURSO POLÍTICO REACIONÁRIO DESMASCARADO PELAS RUAS
Ao final do dia, liguei a televisão para me informar do "Dia D brasileiro". 
O discurso político dos golpistas não se sustenta com os dados da realidade das ruas por eles ocupadas.
Veja as notícias:
1) Na Globo
"A maior manifestação contra a presidente Dilma, o ex-presidente Lula e o PT, com 700 mil pessoas no Rio de Janeiro e mais de 1 milhão na Av. Paulista em São Paulo".
2) Na Record
"No Rio de Janeiro, 100 mil pessoas e em São Paulo a Polícia Militar vai divulgar ainda os dados, mas segundo especialistas a Paulista com 3 mil metros, à capacidade máxima de 7 pessoas/m² (de uma estação de metrô), comporta no máximo 700 mil pessoas".
3) Tira-teima
Dados disponíveis por pesquisa no Google:
as "dimensões da Av. Paulista" são 2.500 m de extensão, com duas pistas de 12,60 m de cada lado, mais canteiro central de 2,40 m.
Portanto, temos:
Largura = (12,6 x 2) + 2,4 = 27,6 m
Extensão = 2,500 m
Área total = largura x extensão = 27,6 x 2.500 = 69.000 m²
Capacidade máxima de lotação = 69.000 x 7 = 483.000 pessoas


CONCLUSÃO
Depois de uma década de massacre midiático-judiciário, a oposição, derrotada nas urnas seguidamente, não consegue colocar nem os seus próprios eleitores na rua para derrubar um governo legitimamente eleito pela maioria esmagadora dos brasileiros!
___xxx___

DISCREPANT "BRAZILIAN D DAY"
Osmar Pires Martins Júnior
Bachelor of Law, Agronomy and Biology,
Master in Ecology and PhD in Environmental Sciences

The Manifestation of the day March 13, 2016 is strategic and chronologically planned to represent the "whitewash" in the overthrow of President Dilma labor and democratic government.
The 13th Brazilian would be the "D-Day" of World War II, an alleged compared to the operation of the Armed Forces of the Powers Imperialists allegedly responsible for the "defeat of Hitler."
It turns out that the imperialist powers purposely left the "beast" grow, telling her to turn against the Soviet Union - the "Fatherland parent of socialism."
The powers of financial monopoly capital only acted after the Wehrmacht or High Command of the Armed Forces of Nazism was destroyed by the Red Army, advancing firmly into the heart of the Nazi monster in Berlin.
The gigantic imperialist propaganda machine turned the D-Day as "decisive for the Allied victory against nazifascista axis".
The imperialist propaganda completely disregards the deeds of the Soviets, the people of Europe and East Asia in the Struggle for Freedom.

DAY 13 DISCREPANT
The 13 tupiniquim is discrepant D-Day, as the protesters "green-yellow" march alongside neo-Nazis against the "communist Plateau".
In World War II it was not. The power of monopoly capital pretended they were allies of the Socialist States.
In Brazil, there is no cover. Within the state itself, headed by a Labour government, he developed a media-judicial machine con man who preaches the setback, the selective fight against corruption, persecution, the selection of defendants.

POLITICAL REACTIONARY UNMASKED STREETS BY SPEECH
At the end of the day, I turned on the television to inform of the "Brazilian D Day".
The political discourse of the coup does not hold with the data of the reality of the streets occupied by them.
Watch the news:

1) In the Globe
"The largest demonstration against President Rousseff, former President Lula and the PT, with 700,000 people in Rio de Janeiro and more than 1 million at Av. Paulista in Sao Paulo."

2) Record
"In Rio de Janeiro, 100,000 people and São Paulo military police will also publish the data, but experts said the Paulista with 3000 meters, the maximum capacity of 7 people / m² (a metro station), includes the maximum of 700 thousand people. "

3) Showdown
Data available for search on Google:
the "dimensions of Av. Paulista" is 2,500 m long, with two lanes of 12.60 m on each side, plus the median of 2.40 m.
So we have:
Width = (2 x 12.6) + 2.4 = 27.6 m
Extension = 2,500 m
Total area = width x length = 27.6 x 2,500 = 69,000 m²
Maximum stocking capacity = 69,000 x 7 = 483,000 people

CONCLUSION
After a decade of media-judicial massacre, opposition, defeated at the polls then, can not put even their own voters on the street to overthrow a government legitimately elected by the overwhelming majority of Brazilians!

0 Comments:

Post a Comment

<< Home