Blog do Osmar Pires

Espaço de discussão sobre questões do (ou da falta do) desenvolvimento sustentável da sociedade brasileira e goiana, em particular. O foco é para abordagens embasadas no "triple bottom line" (economia, sociologia e ecologia), de maneira que se busque a multilateralidade dos aspectos envolvidos.

My Photo
Name:
Location: Goiânia, Goiás, Brazil

É doutor em Ciências Ambientais, mestre em Ecologia, bacharel em Direito, Biologia e Agronomia. É escritor, membro titular da cadeira 29 (patrono: Attílio Corrêa Lima)da Academia Goianiense de Letras (AGnL). É autor dos livros: A verdadeira história do Vaca Brava e outras não menos verídicas.Goiânia: Kelps/UCG,2008. 524 p.; Arborização Urbana & Qualidade de Vida. Goiânia: Kelps/UCG, 2007.312 p.; Perícia Ambiental e Assistência Técnica. 2. ed. Goiânia: Kelps/PUC-GO, 2010. 440 p.; Introdução aos Sistemas de Gestão Ambiental: teoria e prática. Goiânia: Kelps/UCG, 2005. 244 p.; Conversão de Multas Ambientais. Goiânia: Kelps, 2005, 150 p.; e, Uma cidade ecologicamente correta. goiânia: AB, 1996. 224 p. É coautor da obra: TOCHETTO, D. (Org.). Perícia Ambiental Criminal. 3. ed. Campinas, SP: Millennium, 2014. 520 p. Foi Secretário do Meio Ambiente de Goiânia (1993-96); Perito Ambiental do Ministério Público/GO (97-03); e, Presidente da Agência Goiana do Meio Ambiente (2003-06). Recebeu da Academia Goiana de Letras o troféu Goyazes Nelly A.de Almeida no gênero Ensaio em 2007 e da União Brasileira de Escritores/GO o troféu Tiokô de Ecologia.

Sunday, May 29, 2016

"PAU QUE DÁ EM CHICO, NÃO DÁ EM FRANCISCO"!

Osmar Pires Martins Júnior
Bacharel em Direito, Agronomia e Biologia,
Doutor em Ciências Ambientais e Mestre em Ecologia.
Investigado golpista que usurpou a Presidência da República se encontra às escondidas com "investigador" golpista do STF e presidente do TSE.
Na madrugada de 28/05/2016, Temer recebeu a visita de Gilmar Mendes no Palácio do Jaburu.
Mendes é relator no TSE do processo que analisa as contas da campanha da chapa da presidente Dilma Rousseff, golpeada por seu vice, agora presidente impostor.
Veja (de verdade) como funciona a tendenciosidade do Alto Comando do Golpe Judiciário em selecionar alvos a serem denunciados (e condenados) e proteger aliados e cúmplices “não alvos” (que nunca serão denunciados e jamais condenados).
TEMER FOI DELATADO POR CORRUPÇÃO NA PETROBRAS
Na delação, o então senador Delcídio do Amaral (preso em flagrante na Lava-Jato e depois cassado) diz que Michel Temer teria "apadrinhado" dois investigados na Operação Lava Jato à BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras, e à própria estatal. Na delação o senador afirma que o vice-presidente da República deu aval à indicação do lobista João Augusto Henriques para a BR em 1997 e ao nome de Jorge Zelada para a diretoria Internacional da Petrobras.
Ainda segundo o senador, como o nome de Henriques foi vetado, Zelada acabou ficando com a vaga e Temer acabou sendo seu padrinho: "Que João Augusto Rezende Henriques indicou Jorge Zelada, Que Jorge Zelada foi chancelado por Michel Temer e pela bancada do PMDB", diz a força-tarefa.
TEMER FOI DELATADO POR CORRUPÇÃO NA BR DISTRIBUIDORA
Temer também foi citado num escândalo de manipulação dos preços do etanol, numa época em que João Augusto Henriques, atualmente preso em Curitiba, ocupou uma diretoria da BR Distribuidora.
De acordo com a denúncia, entre os anos de 1997 e 2001, no governo de FHC, o lobista Henriques teria montado um esquema de corrupção em torno da compra de etanol. Indicado por Michel Temer, seria ele o principal operador do esquema. Teria obtido recursos ilícitos a partir da manipulação do preço do etanol. Henriques foi demitido em 2001.
TEMER FOI DELATADO POR CORRUPÇÃO NA ELETRONUCLEAR
O vice-presidente Michel Temer foi também citado, dias atrás, por um outro delator: o empresário José Antunes Sobrinho, um dos donos do grupo Engevix, que mencionou a conquista de um contrato na Eletronuclear pela empresa Argeplan graças à influência do vice-presidente.
EM CONCLUSÃO
Apesar de triplamente delatado na Operação Lava-Jato, como visto acima, o vice-Presidente Michel Temer (PSDB-SP) não foi denunciado pelo Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot.
No caso concreto, confirma-se a hipótese da estratégia do Alto Comando do Golpe, de um sistema persecutório seletivo que visa alcançar, ao final, a Presidenta Dilma e o ex-Presidente Lula.

0 Comments:

Post a Comment

<< Home